Amor Perfeito

O amor-perfeito é a rainha dos jardins no inverno com uma beleza delicada que encanta a todos. As variedades atuais são resultantes do cruzamento de V. tricolorV. lutea e V. altaica. Suas flores são grandes, muito vistosas tem o aspecto de “carinha”. As cores e combinações são muitas e variam de amarelo, azul, roxo, branco, rosa, marrom e negra. Apresenta ramagem verde-escura, macia e frágil. A floração inicia-se no inverno e permanece durante a primavera.

amor perfeito

Deve ser cultivada sempre a pleno sol, em solos ricos em matéria orgânica regados frequentemente. É muito versátil, podendo ser plantada em vasos e jardins, formando maciços e bordaduras, muito belos e coloridos. Apesar de perene, requer replantio anual, pois perde a beleza. Sua multiplicação se dá por sementes. Aprecia o frio.

amor-perfeito

amor-perfeito

O nome popular “amor-perfeito”, vem do fato de que essa planta é considerada uma potente erva para os encantamentos, tanto que fez parte na poção do amor do famoso conto “Sonho de uma noite de verão”, de Shakespeare-ver abaixo.

 

SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO-versão resumida

A obra de Shakespeare, Sonho de Uma Noite de Verão, é ambientada na Grécia mítica e conta-nos a história de seres élficos e personagens mitológicos descrevendo a magia e a realidade em uma só dimensão. Teseu, grande herói grego está para se casar com Hipólita, a rainha das amazonas. Nos dias que antecedem esse grande acontecimento em Atenas, Egeu, um pai aflito, busca a orientação de Teseu para forçar sua filha Hérmia a casar-se com o jovem escolhido por ele, Demétrio. Hérmia, como está apaixonada por Lisandro, recusa-se a fazer a vontade do pai e por isso é ameaçada pela morte, conforme a lei ateniense, que não dá à mulher direito de escolher o marido e pune com a morte a desobediência. Lisandro então resolve fugir com Hérmia para se casarem longe de Atenas, onde as penas da lei não os alcançarão. Marcam de se encontrarem em um bosque nos arredores de Atenas à noite. Hérmia, que sabe da paixão de sua amiga de infância Helena por Demétrio, resolve contar sobre a fuga para que amiga se anime e tente reconquistar Demétrio. Helena conta para Demétrio para provar-lhe sua fidelidade. Titânia é a rainha das fadas e habita o bosque. Oberon é o rei dos elfos e esposo de Titânia, porém os dois estão em conflito porque Titânia não quer entregar a Oberon um órfão indiano para lhe servir de pajem. Na mesma noite da fuga, Oberon e Titânia se encontram e discutem no bosque. nessa mesma noite vêm alguns artesãos de Atenas para ensaiar uma peça de teatro para apresentar no dia do casamento de Teseu. Oberon pede para que Puck, um elfo (Gênio aéreo da mitologia escandinava, que simboliza o ar, o fogo, a Terra, etc), lhe traga a flor do amor-perfeito, pois ele quer pingar o sumo dessa flor em Titânia que dorme, para que ela, ao acordar, se apaixone pelo primeiro ser que ver. Enquanto isso, Demétrio veio até o bosque interromper a fuga de Hérmia e Lisandro e foi seguido por Helena, que lhe declara sempre seu amor. Puck traz a flor e Oberon pinga sobre os olhos de Titânia e ainda pede a Puck que encontre o casal de atenienses e pingue sobre os olhos do moço o sumo da flor do amor-perfeito para que ele se apaixone por Helena. Puck ao encontrar os artesãos ensaiando, assusta-os e transforma um deles em um monstro, dando-lhe a cabeça de um asno. Quando Titânia acorda, vê aquele monstro com cabeça de asno e se apaixona por ele. Depois Puck encontra Hérmia e Lisandro dormindo, e pensando que aquele é o ateniense de que Oberon falou, espreme-lhe o sumo da flor do amor-perfeito nos olhos. Helena chega, vê o casal dormindo, Lisandro acorda e a vê e se apaixona por ela e a segue. Hérmia acorda sozinha e, de repente, chega Demétrio, que lhe declara seu amor. Oberon percebe que Puck espremeu o sumo no ateniense errado e pede para Puck colocar o sumo da flor do amor-perfeitosobre os olhos de Demétrio, que também se apaixona por Helena. Os dois, Demétrio e Lisandro, ficam brigando pela atenção de Helena, que não compreende. Então os casais, cansados, deitam, e Puck coloca o sumo da flor do amor-perfeito sobre os olhos de Lisandro, que vê Hémia ao acordar e volta a se apaixonar por ela. Titânia é convencida por Oberon de que está apaixonada por um asno e resolve entregar-lhe o menino indiano para que ele desfaça a magia. Nesse momento, chegam ao bosque, Teseu, Hipólita e Egeu em busca dos casais. Ao encontrá-los, Egeu quer a punição de Lisandro pela fuga e que Teseu decrete o casamento de Hérmia com Demétrio, porém Demétrio diz que ama Helena e não quer mais se casar com Hérmia. Então Teseu decide que as núpcias dos casais seráo no mesmo dia em que ele se casará com Hipólita. Oberon e Titânia vão até o palácio de Teseu para abençoar o lugar em que os noivos irão morar. E Puck, que foi o que mais se divertiu com as confusões que ele provocou, diz que tudo aquilo não passou de um sonho de uma noite de verão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s